top of page
Buscar
  • Foto do escritorgmfadv0

13 de março de 2021. A LUTA CONTRA OS REAJUSTES ABUSIVOS DOS PLANOS DE SAÚDE COLETIVOS.

Com reajustes de até 228%, as administradoras de Planos de Saúde são alvo de uma campanha do Procon-SP, os dados foram levantados com base em 402 demandas de consumidores em janeiro deste ano.


As administradoras que mais receberam denuncias foram: Qualicorp Administradora de benefícios; Amil Assistência Médica; Sul América Companhia de Seguro; Bradesco Saúde, Unimed e Notre Dame Intermédica.


Ao serem questionadas pelo Procon sobre os percentuais aplicados no valor das mensalidades dos planos de saúde, as administradoras não justificaram o reajuste, que podem ser decorrentes de sinistralidade, faixa etária ou reajuste anual.


A discussão sobre os reajustes abusivos dos planos de saúde coletivos se arrastam de longa data, já que a ANS apenas regula o reajuste dos planos de saúde individuais.


Gislaene Martins, advogada, mestre em Direito, especialista em direito à saúde.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page